teatro da voz site.jpg

O Teatro da Voz, antigo Teatro da Graça, é um espaço de trabalho para artistas e de formação para a comunidade, reabilitado com esta função em 2013, na sequência de um protocolo de cooperação estabelecido entre a SIB A Voz do Operário, a EIRA e as Produções Real Pelágio. 

 

Esta aliança invulgar, continuamente renovada, permitiu reativar um teatro devoluto e histórico em Lisboa, de modo a apoiar, ao longo dos anos, os processos de criação de diversos artistas e estruturas, ao mesmo tempo que conseguiu atrair o interesse das comunidades educativas presentes no território, gerando parcerias com um forte impacto na aprendizagem e no desenvolvimento geral das crianças nas suas várias etapas de crescimento e descoberta. 

 

Da porta de entrada no Teatro da Voz, acede-se ao hall/ludoteca, a um amplo espaço de trabalho polivalente, à antiga régie, duas pequenas salas, e uma zona de serviços e arquivo/arrumação. Do hall acede-se, por escada, à cave, onde existe um espaço de arrumação, o estúdio de Simão Costa, músico residente, um estúdio de ensaio, com chão de linóleo, mesa de mistura, projector de vídeo, e um camarim com dois WC. Do estúdio de ensaio, acede-se ao logradouro coberto e ao Clube de Leitura Da Letra à Voz.