LOGO HM.jpg

Histórias magnéticas

 

 

Histórias Magnéticas é um projeto para a infância do músico Sérgio Pelágio, centrado na composição de bandas-sonoras para histórias dirigidas aos mais novos.

 

Tem como objetivo principal integrar as crianças num universo artístico de interseção entre teatro, literatura e música, convidando-as a assistir a histórias narradas e "comentadas" pelo acompanhamento musical, ao vivo. Desde 2009, tem vindo a construir-se como um repertório de "contos-musicais", num prolongamento inovador na experiência de Sérgio Pelágio como compositor de bandas sonoras para projetos de artes performativas. 

 

O resultado é um conjunto de histórias-contadas-concerto para guitarra elétrica e voz. Sérgio Pelágio e Isabel Gaivão interpretam ao vivo breves histórias, recriando os ambientes dos textos de partida e construindo – em tempo real e em conjunto com o público – novos significados para as situações narradas. Através da música, da sugestão e da imagem, as crianças são estimuladas a entrar no mundo das histórias contadas e das suas personagens, desdobrando criativamente as cenas que ouvem.

 

Ao momento de recepção de cada história segue-se um atelier de expressões com o objetivo de trabalhar de forma dinâmica, plástica e aberta o material apresentado. É dada grande importância à musicalidade do texto, sendo procurados, na história, elementos que sugiram sons e ritmos que tenham influenciado o resultado final: palavras, expressões, imagens.

Histórias Magnéticas destina-se sobretudo ao público infantil dos 6 aos 10 anos. Cada sessão tem a duração aproximada de 90 minutos.

 

É um projeto tecnicamente simples e vocacionado para a itinerância. Foi concebido para ser apresentado em escolas, bibliotecas, e em espaços não convencionais, informais e intimistas, fechados ou ao ar livre, onde seja possível promover a proximidade e a interação entre intérpretes e público. 

 

Tem por objetivo chegar a públicos variados, atravessar continentes e conhecer crianças no alargado espaço da língua portuguesa. A concepção do projecto, com uma forte componente pedagógica, assenta numa articulação trabalhada ao compasso entre a música, a narração e a gestualidade, dotando-o de características únicas que permitem ultrapassar barreiras linguísticas, estimular a sensibilidade para diferentes referências culturais, e potenciar a descoberta de novo vocabulário, através dos ateliers que se sucedem aos momentos de narração. 

Para além de Portugal, as Histórias Magnéticas já foram apresentadas em Espanha, França, Timor, Cabo Verde e Macau. No final de 2018, os 10 anos das Histórias Magnéticas foram assinalados com a gravação de um CD com edição da BOCA-Palavras que alimentam, onde se reuniu o repertório do projeto. 

As Histórias Magnéticas integram até ao momento os seguintes contos-musicais:

A bomba e o general

a partir do conto homónimo de Umberto Eco


Enquanto o meu cabelo crescia

história original de Isabel Minhós Martins

 

O meu primeiro Dom Quixote

a partir da adaptação de Alice Vieira

 

Nungu e a Senhora Hipopótamo

a partir do conto homónimo de Babette Cole

 

Um estranho barulho de asas

a partir de um conto macaense de Alice Vieira

 

Uma Galinha

a partir de um conto de Clarice Lispector

 

Não se deixem enganar!

Um conto panfletário de 2019

texto original de Sérgio Pelágio

http://historiasmagneticas.blogspot.com